Ciclo de Cinema Práticas na Comunidade

ARTE . ESCOLA . COMUNIDADE – Encontros ’16 | 2 a 6 de junho | CINEMA IDEAL

Ciclo de Cinema dedicado às práticas na Comunidade no Cinema IDEAL

 

Depois destes dias mais intensos no palco e na rua com a intensa animação fora e dentro do Teatro da Trindade INATEL é a vez do olhar mais recatado na sala de cinema com o Ciclo dedicado às Práticas na Comunidade, de 2 a 6 de junho, numa parceria com o Cinema Ideal. As sessões são sempre às 18h. Depois há espaço para uma conversa, no bar-livraria do Cinema.

Os filmes trazem-nos projectos muito diferentes. Desde documentários sobre projectos teatrais como Ilusão, da Cornucópia, ou MAPA_O jogo da cartografia da Associação Pele do Porto, até à Sinfonia Imaterial , um projecto de Tiago Pereira na recolha sobre a tradição oral e musical portuguesa ou ainda projectos em torno do cinema como Cinema de Bairro, projecto desenvolvido pela Fundação INATEL e O mundo à nossa volta, de Os Filhos de Lumiére.

2 a6 JUN I CINEMA IDEAL – Sessões às 18.00
Ciclo de Cinema dedicado às práticas na Comunidade

2 JUN. – O MUNDO À NOSSA VOLTA, Os Filhos de Lumière,
3 JUN.
– SINFONIA IMATERIAL, Tiago Pereira (Produção INATEL)
4 JUN. – ILUSÃO, Sofia Marques
5 JUN. – CINEMA DE BAIRRO, coordenação de Rui Simões • direção dos cineastas João Pinto Nogueira, Marta Pessoa, Leonor Areal, Pedro Sena Nunes e Rui Simões (Produção INATEL)
6 JUN. – CIDADÃOS DE CORPO INTEIRO, Patricia Poção

2 JUN. – O MUNDO À NOSSA VOLTA, Os Filhos de Lumière,
O mundo à nossa volta” – Os Filhos de Lumiére trazem os filmes UMA NOVA AMIZADE (2011), NA QUINTA (2014), e OLHARES CRUZADOS (2013).

O MUNDO À NOSSA VOLTA é um projecto de sensibilização artística e de intervenção onde os jovens participantes são levados a olhar de forma singular e sensível para o que os rodeia e para o mundo e a intervir através desse novo olhar com a sua comunidade e espaços culturais, aprendendo a exprimir-se através do cinema. O MUNDO À NOSSA VOLTA junta vários programas pedagógicos da associação Os Filhos de Lumière, entre outros O PRIMEIRO OLHAR e CINEMA, CEM ANOS DE JUVENTUDE e conta com o apoio do Programa PARTIS da Fundação Calouste Gulbenkian, das Câmaras Municipais de Serpa, Lisboa e Moita, de diversas entidades locais, da Cinemateca Francesa, do Instituto Camões e da Embaixada de Portugal em França, das próprias escolas e ainda dos Ministérios da Cultura e da Educação de França.

3 JUN.– SINFONIA IMATERIAL, Tiago Pereira (Produção INATEL)

Sinfonia Imaterial” é um registo único das práticas musicais de tradição oral portuguesa, que estão vivas e que prevalecem nas várias regiões de Portugal continental e ilhas; os ritmos mais raros e relevantes, o desempenho das vozes e talentos amadores num concerto. A Fundação INATEL, acreditada pela UNESCO como perita no âmbito da Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, encomendou a Tiago Pereira a realização de “Sinfonia Imaterial”, filme representativo da riqueza, diversidade e valor único do património imaterial português. Sem voz-off ou entrevistas, o filme documenta o património oral e musical, recolhendo as práticas existentes de norte a sul do país incluindo as ilhas, descobrindo a riqueza rítmica de cada paisagem sonora e explorando a ideia de um Portugal culturalmente diversificado.

4 JUN. – ILUSÃO, Sofia Marques
“Ilusão” documenta a singular experiência do 119 º espectáculo da companhia, a partir de textos de Federico García Lorca, dando a conhecer a forma como Luis Miguel Cintra acolhe, recebe e dirige os seus novos cúmplices para construir e dar vida à ‘Ilusão’ de Lorca, numa proposta de espectáculo que, por força dos seus moldes inéditos (do seu elenco fizeram parte 59 não actores, amadores e estudantes de teatro), constituiu um marco na carreira da companhia que conta já com 40 anos de existência. A actriz e realizadora Sofia Marques acompanhou e registou o processo de criação e construção do espectáculo, desde as primeiras entrevistas com os candidatos, à selecção do elenco, às vários fases dos ensaios, passando pela estreia da peça e terminando no dia 9 de Março com a última representação.

5 JUN. – CINEMA DE BAIRRO, coordenação de Rui Simões • direção dos cineastas João Pinto Nogueira, Marta Pessoa, Leonor Areal, Pedro Sena Nunes e Rui Simões (Produção INATEL)
“Cinema de bairro” é um documentário realizado por jovens moradores de bairros sociais de todo o país. Um olhar inocente, cúmplice e real. Histórias de um dia-a-dia desconhecido. No âmbito do Ano Europeu do Combate à Pobreza e Exclusão Social, a Fundação INATEL produziu o projecto sociocultural “Cinema de Bairro”, com o apoio do Instituto da Segurança Social. Em parceria com entidades locais, cinco realizadores/formadores da área do cinema documental juntaram-se a jovens moradores de bairros sociais do país. Filmar histórias reais foi o motivo do encontro. Conduzidos pelos cineastas João Pinto Nogueira, Leonor Areal, Pedro Sena Nunes, Rui Simões e Marta Pessoa, o processo decorreu entre Março e Abril de 2010.

6 JUN. – CIDADÃOS DE CORPO INTEIRO, Patricia Poção
Cidadãos de corpo inteiro” revela diferentes fases deste processo de criação que emergiu com base no trabalho desenvolvido e consolidado no Porto, pela PELE, nos últimos sete anos e que se reflecte na criação e continuidade de Grupos de Teatro Comunitário (Grupo AGE, Grupo Auroras – Lagarteiro, Grupo de Teatro Comunitário Em Comum – Lordelo do Ouro, Grupo de Teatro Comunitário da Vitória – Centro Histórico e Grupo de Teatro de Surdos do Porto).

Preço único : 3,5 euros

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s