Novas formas de viver‏

“Acordei. Aquele check no Facebook, no Instagram, no Snapchat, no Whatsapp, no Tinder e no Gmail. Selfie ainda na cama e vai com o GMorning world! para o Instagram porque o mundo merece saber o quão belo eu acordo. Pequeno-almoço com cores e bem arranjado. Nem gosto de kiwi mas fica bem nesta foto tirada de cima e perfeitamente enquadrada para eu mostrar no Facebook como sou saudável a comer fruta com granola. Um snap a lavar os dentes e lá vou eu para o ginásio. Selfie no elevador humf, estou fartinho do calor com cara triste. Ginásio. Selfie ao espelho antes de começar, snaps durante, selfie depois done for today! no pain, no gain!

A pé para o trabalho. Podia ter parado para comprar o jornal, mas estou a ver os snaps dos meus amigos, não tenho tempo para notícias.
Trabalho. Grupos do whatsapp sempre a apitar. Uma volta no Tinder, sem ninguém saber porque é uma vergonha. Almoço. Salada de excesso de preocupação com a saúde com salmão que adorava ter fumado, e bagas de placebo elixir da vida. Foto no Instagram, não vá o mundo achar que estou a engolir uma pizza – o que seria (!). Trabalho, Twitter, Facebook, mais snaps. Final do dia, esplanada com os amigos. Eles cerveja, eu batido de proteínas. Não oiço a conversa deles que este scroll down no Facebook não se faz sozinho.

Casa. Selfie no elevador humf, que dia cansativo, jantar de espinafres com quinoa. O medo de quinar é grande e quero ter os órgãos todos a funcionar perfeitamente antes de ir de vez.

Cama. Snap de cão a lamber, a vomitar arco-íris, snap, snap, snap. Antes de dormir, é bom ler para nos cultivarmos. Aconselho o “Dicas do Salgado Para ser Fit e Comer Muita Gaja” ou “1001 Dietas Para Morrer Saudável”.
Selfie GNight.

Acordei.
Ou talvez não tenha sequer chegado a acordar.”

Sensivelmente Idiota

Anúncios