Concerto de Ano Novo – Capella Patriarchal interpreta obras de Frei Fernando de Almeida – Sé de Évora – 14 de janeiro – 18h00

Concerto de Ano Novo- Sé de Évora

Capella Patriarchal interpreta obras de Frei Fernando de Almeida

Dia 14 de janeiro, às 18 horas, a Sé de Évora recebe o Concerto de Ano Novo pelo projeto Capella Patriarchal, com João Vaz na direção e órgão.

Este ano serão interpretadas as obras Miserere e Benedictus, de Frei Fernando de Almeida (c.1620 – 1660).

O concerto é organizado pela editora Althum.com e Patriarcado de Lisboa com o apoio do Cabido da Sé de Évora, Fundação EDP, Fundação Eugénio de Almeida, Direção Regional de Cultura do Alentejo e Dinarte Machado – Atelier Português de Organaria.

A ENTRADA É LIVRE MEDIANTE RESERVA OBRIGATÓRIA através do telemóvel nº 919 745 338 ou do Email

CAPELLA PATRIARCHAL

Criado em 2006 e contando já com diversos concertos realizados em Portugal, Espanha e Alemanha, o projeto Capella Patriarchal é destinado fundamentalmente à divulgação dos tesouros da música sacra portuguesa. Apresentando frequentemente obras inéditas, tem contado com um cuidadoso trabalho prévio de investigação das fontes musicais assim como um intenso esforço de observação das práticas interpretativas das diversas épocas. É dirigido pelo organista e musicólogo João Vaz (professor de órgão na Escola Superior de Música de Lisboa), que tem desenvolvido uma intensa carreira internacional, dedicando uma grande parte da sua atividade ao estudo e divulgação da música portuguesa.

O REPERTÓRIO

Frei Fernando de Almeida (c.1620-1660) é um dos últimos representantes da tradição de polifonistas portugueses que antecedeu o período de italianização da música sacra operado durante as primeiras décadas do século XVIII. O Miserere e o Benedictus, que o Capella Patriarchal apresenta em primeira audição moderna, provêm de manuscritos conservados na Biblioteca do Paço Ducal de Vila Viçosa, elaborados por ordem de D. João V, facto que prova o prestígio do compositor mesmo meio século após a sua morte. O estilo de Frei Fernando de Almeida, mantendo embora a estrutura polifónica presente em obras de compositores anteriores, é impregnado dos madrigalismos típicos da música italiana daquele período. Os textos das suas obras são, assim, particularmente enriquecidos pelos recursos musicais que sublinham determinadas palavras.

Informação também disponível em www.cultura-alentejo.pt

.: Direção Regional de Cultura do Alentejo
http://www.cultura-alentejo.pt
No âmbito da ação de formação em corneta histórica, que decorrerá no Museu de Évora de 10 a 13 de janeiro de 2017, será realizada uma demonstração de …
Anúncios